[Aula]Aula Básica de Composição #3

    Compartilhe
    avatar
    Theo.GB
    Membro Experiente
    Membro Experiente

    Mensagens : 138
    Credibilidade : 6

    [Aula]Aula Básica de Composição #3

    Mensagem por Theo.GB em Ter Jan 25, 2011 11:45 pm

    Autor: preischadt-mau3000

    Oi gente! Na última aula, lembro de termos "começado" nossa música, demos uma pinceladinha em Tempos musicais e citei alguma coisa sobre Acordes... nessa aula estaremos nos aprofundando exatamente nisso, Acordes. Que são, praticamente, o Centro de uma música. Vou estar faldno também de graves e agudos, os sonhos que "lideram" a música, os que fazem "a base" da música e os que simplesmente servem para "encher" a música, dando seu "toque mágico"
    Introdução
    Pra começarmos essa aula, vamos ter que dar uma cavadinha na memória e re-lembrar algumas coisas que não eram usadas há muito tempo. A primeira delas é...

    Oitava:
    Afinal, lembram o que é uma oitava? É o conjunto dos 8 sons da música, aqueles super conhecidos! Do, Re, Mi, Fa, Sol, La, Si, Dó. Mas por que lembrar dessas coisas? Simples... por que formar um acorde depende muito disso.
    Experimentando...
    Certo... agora que eu lembro sobre o que é uma oitava, como coloco isso na prática, para montar meu Acorde? É muito simples! Abra aquela musiquinha que começamos, com aquele Do de 4 tempos.
    Colocando para tocar esse Do, vemos que o som sai bonito, nítido e harmônico. Um acorde tem que sair igual, mas de forma ainda mais cheia e bonita. Para fazer nosso primeir acorde, faremos de uma forma bem simples. Usaremos 3 notas iguais, com a diferença de ser uma mais aguda que a outra:

    Coloque pra tocar. Opa! Mudou alguma coisa! O som parece... mais cheio que antes, mas ainda sim, está meio vazio. Parece mais cheio pelo fato de ter notas agudas e graves trabalhando em conjunto, mas continua meio vazio, pelo fato das três notas serem iguais! É como pintar uma parede de verde claro e logo em seguida de verde escuro, a parede ficará um verde um pouco mais intenso que o escuro, mas mal vai parecer que o claro estava ali. Ou seja, para fazer um bom acorde, é necessário juntar notas diferentes, graves e agudas que harmonizam entre si. Mas como?
    Foi para isso que relembrei da oitava! Como sabemos que o Do e o Dó (Normal e Maior) são iguais (um com o som mais agudo que o outro)? Pela oitava, vemos que o Dó é 8 notas mais agudo que o Do, tornando-o uma oitava mais agudo. Quando disse que a música é uma ciência exata, ela é mesmo. Vejam:
    |Do|Re|Mi|Fa|Sol|La|Si||
    1 2 3 4 5 6 7 8
    Vejam que o Dó é uma oitava mais agudo que o Do, e isso os torna igual. Mas se é uma ciência exata, podemos então encontrar uma nota que seja "Meia Oitava" mais aguda que o Do, e isso a tornará harmônica? Sim!!! Isso é a magia do acorde! Se uma oitava são 8 Notas, Meia Oitava são 4. Qual a nota que é 4 notas mais aguda que o Do? Sol!
    Agora tente substituir em sua música, o segundo Do por um Sol e veja o resultado.

    Muito legal, não? Mas por que se limitar à apenas 2 notas? Se o Do e o Sol são Harmonicos pelo fato de terem Meia Oitava de diferença, o Do também é harmonico com uma nota que seja 1 Quarto de Oitava mais aguda que ele, ou seja, 2 notas mais aguda! Quem seria, o Mi!
    Tente adicionar um Mi no seu acorde, e veja como ele fica:

    Ficou bonito, não? Saiba que você acaba de criar, de outra forma, um acorde oficial da música, o C. Viu como não é difícil? O C escrito oficialmente fica dessa forma:

    Lição de Casa
    Eu sempre quis dizer isso =D
    Comece a praticar sua Matemática Musical e tente encontrar outros acordes. Pense também no fato de que, o Do é harmonico com um Sol mais agudo, mas ao mesmo tempo não é harmonico com um Sol mais grave. Brinque um pouco com a música e prepare-se para a próxima aula, onde trataremos de instrumentos!
    Até a próxima!

      Data/hora atual: Ter Out 16, 2018 9:23 am